sexta-feira, 4 de julho de 2008

Carta a meu coração




Hoje eu vou te contar um segredo,
Só mais uma de amor próprio tu ouvirás.
Meias verdades o vento leva pra longe,
Não vou sentir saudade, do tempo de trás.
E o impensado será vivido, quem foge?
Em meus domínios minha efêmera intervenção,
Conduzem aquilo que dá nome à composição,
Humana, animal, algo sem nome justo,
A que chamo de Daniel Augusto.

Não responderei a própria interrogativa...
Não rimaria com ambigüidade,
Se me descrevesse com facilidade,
Só restaria a rima da solidão
Para completar o meu subterfúgio vazio,
Aonde não poderei acordar se quiser,
Meu coração fica apertado, quando penso.

Vejo luz no fim do túnel,
Vejo um arco íris suspenso,
Há todo tipo de vício,
Há mais do que um recomeço,
Tenho esperança em algo novo.
Algo que até então desconheço:
“O mal na alegria se permuta
Quando a jura vem de si mesmo,
Em pedido de desculpa...”

Autor: Daniel Augusto
Arte: Tadeu Kendy

61 comentários:

nanaxinha_dk disse...

nunca tinha vindo no seu blog e adorei. o modo que você se colocou nesse poema é incrivel, parabéns.

Mélany disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mélany disse...

Não critico porq realmente não sou ninguem para tanto..
Mas devo dizer que realmente adorei! ^^

Selene Valdragon disse...

se fosse simples nao teria graça, é por isso q es indessifravel!!!

http://selenevaldragon.blogspot.com/

Tatiana Rodrigues disse...

Lindo o poema!
colocou muito bem as palavras!!

www.retratonovo.blogspot.com

Caio Rudá disse...

Muito bom. Gostei muito dessa parte:

"Não responderei a própria interrogativa...
Não rimaria com ambigüidade,
Se me descrevesse com facilidade,
Só restaria a rima da solidão"

Não entendo muito de poesia, mas acho que falta um pouco mais de "organização", embora as idéias estejam legais e a sonoridade também.

Pão com ovo disse...

Nossa cara, eu não sou muito de poemas, mas esse foi muito bom, me surpreendeu porque sei lá, me emociono até, e é verdade. rs

Dan Monte disse...

interessante cara...

gostei da sua forma de escrever...

Pelo que eu entendi o texto trata de uma carta pra si mesmo, que fala sobre seu passado, inalterável, e não muito bem lembrado.
Do presente, o qual o cara nao se sente muito feliz dentro dele.
E da possibilidade de um futuro melhor...

gostei

J.B disse...

Bem já falei mais ou menos disso na outra poesia, mais acho que é uma caracteristica sua, perecebe-se que ultiliza muito, a sutileza nas frases que se completam, e que enredeiam o poema de uma forma magistral, parabéns, seus poemas tem a musicalidade necessária, o levesa necessária, e a precisão, de um autor novo mais muito talentoso... Parabéns adorei!

Neto Morais disse...

Parabens pela sua poetica, sugestiva e muito bem pensanda e anotada, ' rima ambigua.

Belissimo!!

Duká disse...

LOL

Lindo!
Extrema coerência nos versos...
ambiguidade em alguns, mas perfect!

abrass


http://incognitasnamedidacerta.blogspot.com/

stoubby disse...

lindo lindo *_*

Posso copiar? Prometo dar os devidos créditos! Adorei :)

Abraços, Rafaela.

http://notionsless.blogspot.com/

Blogueiro - Leandro R. disse...

Caraca,texto interessante! Li e curti!
http://iblogworld.blogspot.com/

IBlog, divulgação e propaganda é com agente!
Participe!

Ricardo Jung disse...

um espelho é o que é esse poema

um espelho líquido e cintilante de palavras

dói causando prazer

parábens

Cláudio Arnoldi disse...

Muito bonito,parabéns
Att,CA (http://claudioarnoldi.blogspot.com/)

Manozord disse...

poema maneiro vlw o post
se der visita la

www.sharedware.blogspot.com

Strider disse...

É sempre complicado comentar esses posts de poesias. A mim, particularmente, agradam-me aqueles versos mais parnasianos, simétricos, "quadrados", o que não é o caso aqui. Mas vale a expressão, a simplicidade, o sentimento, sem dúvida.

Parabéns.

Clarissa ~ Ultraviolet disse...

nossa... muito bom...
vlw a pena o post...
parabens aih...
bjaum...




http://meus-sonhos-vazios.blogspot.com/

Tatiana Camilo disse...

Eu não sou a dona da verdade, mas uma coisa eu digo: Você é um poeta incrível! Todas as letras, as linhas e os sentidos... incríveis e mágicos.

Qto a desculpa... ás vezes é preciso perdoar a si mesmo e nada mais.

Convido a visitar meu blog:
www.espelhomagic.blogspot.com

Bom domingo!

Jana Moraes disse...

Vim pra te convidar a voltar ao Suco da Maçã com Limão e acompanhar os novos capitulos da série Blue Moon.

Passa lá...

http://macacomlimao.blogspot.com

Cássia disse...

queremos sempre mudar, mas somos feitos disso de dúvida e tudo. Contamos nossa própria história

Paulão Fardadão Cheio de Bala disse...

Não é o tipo de texto q faz minha cabeça, mas se tanta gente sabida gosta, deve ter seus méritos.

Pequeno Homen! disse...

Fala aew tá maneiro o seu blog vlw até^^
http://evolucao-money.blogspot.com/

Bruna disse...

Amoooooooooooooooooor...
Ameeei...mesmooo dee coração!
Soh num fikoo melhoor do quee eh pra miiim *__*

Euu te amo Daan s2

dani cabrera disse...

Homem sensível é o que há de melhor!

Muito boa a tua habilidade com as palavras!!!

Um beijão!

Kajuca disse...

Post ótimo, blog maravilhoso.
Gostei muito, parabéns
Abraços!

slim shady disse...

Gostei bastante da ultimo paragrafo,muito bom !

http://cinemaafinseumadosedewhiskey.blogspot.com/

Leonardo Werneck disse...

Gostei muito do texto. tem talento, parabéns

Thaíssa Vasconcelos disse...

Como sempre...poemas cheios de sentimentos, de sentidos. Mistérios, sentimentos, escondido por detras das palavras, que são impregnadas de sensibilidade...

Parece estar você em carne viva...

Belíssimo!

Thais disse...

gostei muito do que escreveu
parabens pelo blog é muito bom
abraços, entra ai:
http://thaischagass.blogspot.com/

Sandro (Bonde Ousados da Moóca) disse...

belo blog
visita o meu
http://sandrossoares89.blogspot.com/

PCN disse...

Poxa, ficou legal
^_^

Bela arte, belos poemas

NerdMan! disse...

Muito bonito o poema, parabéns ^^
gostei muito de verdade^^

[ Lu ] disse...

Ahh essa arte eu demorei pra entender =X
ahahuiuahauihai
Muiito bom o poema denovo...
Foi o Kendy que pensou nessa arte?
Muito legal a ligação das imagens com os poemas!

Victor Aguiar disse...

Muito bonito o poema!
Gostei mesmo...

Bruno T. disse...

Belo poema
o autor realmente eh um poeta digno

Paraberns

|Mi| disse...

Olá^^

Sinceramente não sei o que dizer. Toda vez que venho aqui eu elogio vocês dois até não poder mais. E quero fazê-lo do novo, mas se eu fizer se tornará definitivamente um hábito xDD

Acho que não poderei fugir desse hábito então... vocês são GENIAIS e sei bem que vocês sabem disso. Cada vez melhor esse blog!!

Milhões de beijos =*

|Mi|

Niltinho disse...

Arco íris, recomeço, esperança: adoro essa combinação.

Um abraço.

Blog do Niltinho 2.0

Net Esportes disse...

muito interessante, final surpreendente !!!!!

tania disse...

Muito bonito!

adorei o poema

bjo

Suellen Pereira Rodrigues disse...

Que perfeito, nem sei o que dizer.
Texto muito bem escrito.


Um abraço
http://suellenpereira.blogspot.com

PEDRO MENEZES disse...

Além de super bem escrito, teu texto é de uma sensibilidade ímpar, parabéns... E olha que eu nem sou muito de poesias ou poemas, viu?
Abração! :-D

Dih da Pâhzinha... disse...

Belo poema...
http://www.avidanobeco.com/

Cruela disse...

não acordar quando queremos é bem complicado.

estamos todos adormecidos... pra sempre.

beijos

Ana Lucia disse...

nossa! realmente me fez parar pra pensar no tempo...na vida...

Thais disse...

gostei muito do texto
um abraço
bjs passa no meu
http://thaischagass.blogspot.com/

PABLO ROBLES disse...

"Não vou sentir saudade do tempo de trás"
Verso interessante: uma maneira inteligente de projetar o coração sempre pra frente, sem remoer o passado

"O mal na alegria se permuta"
Esse trecho me ajudou a entender a referência feita à ambiguidade na estrofe do meio, visto se tratar de um diálogo reflexivo com os próprios sentimentos

Seu estilo parece bem original

Andréa Cristo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Andréa Cristo disse...

Sim, há metáforas bastante significativas e profundas como fez o comentarista acima; mas na realidade, tenho dificuldades para intuir o que transmite o conjunto do poema "Carta à meu coração".
Falta algo. Não passa veracidade apesar de ser bem escrito. Se de uma carta ao coração se refere, na minha opinião deveria ser mais apoteótico e mejestoso. Este poema parece muito forçado em parecer profundo.
Desculpe-me pela sinceridade.
Abraços

Fábio Buchecha disse...

Demorei esse tempo todo tentando bolar algo para comentar, mas simplesmente não consigooooo

¬¬

Que ódio. Toda vez que tenho que analisar um poema e comentar eu travo geral. Desculpa cara, mas minha análise poética é péssima...

___________________________________
TemPraQuemQuer

Electrodomesticos disse...

Perfeito, muito bom!

Até mais amigo!

Rafael Tupiná disse...

mt bom cara
parabens


da um look no meu blog tbm e
Conheca o THE BEST
em....
http://culturatups.blogspot.com/

abraços

Ronaldo disse...

Muito bom!!!

Ótimo texto...

Voltarei!!!

Abraços

SouMusic disse...

Esse é um dos blogs q eu gosto e que a muito não frequento (ñ sei se sabes). Mas enfim...

A velha dicotomia entre YIN e YANG... o medo e a força, a conturbação e a esperança, o desafio e a vontade...

Ao meu ver, não é fácil, nem litral nem emocionalmente, se descrever desta forma.

Mais uma vez... está de parabéns!!!!

PEDRO MENEZES disse...

Muito bonito mesmo! Tocante, realista mas sem ser piegas... Parabéns! =)

http://bl-dopedro.blogspot.com/

nanaxinha_dk disse...

Já tinha passado por aqui e lido essa postagem, adoro o jeito que vc ve as coisas

Douglas Lourenço disse...

sua visao nesse poema é sensacional

marcos assis disse...

bom!!

jackeline disse...

Oi Dani.
Gostei muito do seu blog.^^
É verdade, vc sabe.
Espero que nunca saia da minha vida.
Como eu já lhe disse, você é meu melhor amigo, conselheiro e poeta favorito.
Parabéns pelo poema.
E mais uma cois avc é foda...
Tchau beijos.

O RAIVA!!! disse...

Bom companheiro, vejo que és partidário do amor próprio que tantos levam como egoismo, mas ,assim como eu, parece que gostas...

M Parra disse...

Muito profundo e instigante sua poesia me atrevo a perguntar se ja optou a sair da caverna ?